Foto: Felipe Basilio/Inter TV

Operação prende integrantes da quadrilha que vendia animais marinhos em risco de extinção, em Cabo Frio

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) em parceria com a Polícia Civil deflagraram, na manhã desta quarta-feira (07), uma operação batizada de Poseidon. O objetivo foi cumprimento de seis mandados de busca e apreensão na capital do Rio e em cidades da Região dos Lagos. Até o momento, houve a prisão de duas pessoas e mais de 100 animais foram apreendidos, dentre eles, tubarões, arraias, cavalos marinhos, e diversos tipos de corais. A operação é fruto de uma investigação de três meses, que esteve a cargo da Promotoria de Investigação Penal de Cabo Frio, sobre quadrilha que coleta, armazena e vende animais marinhos em risco de extinção.

Os animais da fauna brasileira são ilegalmente coletados na cidade de Marataízes, no litoral do Espírito Santo, e de lá são transportados para os municípios de Cabo Frio e São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos, onde ficam em depósito para, então, serem vendidos a lojistas de São Paulo, Santa Catarina, Minas Gerais, além da capital fluminense.  Os outros denunciados são apontados como revendedores dos animais.

A investigação detectou que o grupo extraiu diversos tipos de peixes e invertebrados marinhos dos recifes de corais, como tubarões, arraias, cavalos-marinhos, estrelas-do-mar e diversos tipos de corais ameaçados de extinção, e cuja a coleta se encontra proibida por não serem recursos pesqueiros. Além do dano ambiental causada ao meio ambiente, outro problema é que, uma vez retirados de seu habitat e misturados a outros animais exóticos durante o armazenamento, os peixes e corais não podem mais retornar ao local de origem por conta de risco biológico ao bioma marinho. A investigação será finalizada após a análise do material arrecadado. Os animais apreendidos na operação serão depositados sob os cuidados do AquaRio, onde, após passarem por quarentena, serão expostos ao público com o compromisso de estarem servindo de conscientização e educação ambiental.

Verifique também

Segurança Pública reativa Base Operacional no Peró nesta quinta (1)

A Secretaria de Segurança Pública reativa nesta quinta-feira (1) a Base Operacional na Praça do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *