Italo Ferreira (Ed Sloane / WSL via Getty Images)

Italo Ferreira é campeão mundial de surfe em final com Gabriel Medina

O dia 19 de dezembro de 2019 entrou para a história do mundial de Surf (World Surf League Championship Tour), com uma final brasileira decidindo o título mundial no maior palco do esporte no Havaí.  O novo campeão é Italo Ferreira. O potiguar surfou os melhores tubos para vencer Gabriel Medina na bateria que fechou a temporada 2019, com um show brasileiro. O Brasil é agora tetracampeão mundial e o troféu de melhor surfista do mundo, pela primeira vez, vai para a Região Nordeste do país, para Baía Formosa, no Rio Grande do Norte.

Italo começou o dia ganhando os duelos brasileiros que abriram as oitavas e as quartas de final. Na semifinal, surfou dois tubaços e não deu qualquer chance ao lendário Kelly Slater. Italo nunca perdeu para Slater e essa venceu fácil, 14,77 a apenas 2,57 pontos. Medina ganhou o duro confronto de bicampeões mundiais com John John Florence nas quartas de final.

“Eu nem consigo acreditar que consegui, é irreal, não sei nem o que falar”, disse Italo Ferreira, muito emocionado. “Eu vim para Pipe há um mês para treinar, testar as pranchas e este troféu significa muito para mim. Foram grandes baterias hoje aqui, com o Gabriel (Medina), o Kelly (Slater), o Yago (Dora), o Peterson (Crisanto). Vocês todos me dão muita energia e eu apenas tento fazer o meu melhor a cada dia. Antes de começar o evento, fiquei olhando pro troféu, pensando se eu conseguiria ganhar e ele agora está aqui nas minhas mãos. Foi um ano realmente diferente e só tenho que agradecer à Deus por tudo”.

Italo e Medina
                                                                           (Kelly Cestari / WSL via Getty Images)

Italo também falou em português no pódio, para a transmissão ao vivo da WSL, sobre os outros dois brasileiros que chegaram disputando o título no Havaí: “O Gabriel (Medina) e o Filipe (Toledo) são, de certa maneira, responsáveis pelo o que eu sou hoje. Eu dedico todos os meus dias, os meus treinos, para ganhar desses caras, claro que os outros também que estão no circuito. Eu venho me dedicando muito por um objetivo e hoje acabei cumprindo isso, Graças à Deus. Os meus dias ajoelhados, meus dias de oração, dias que Deus me mostrou que era possível, valeram a pena e hoje consegui. Esse título dedico para minha avó e o meu tio, que se foram, mas devem estar em um lugar melhor agora lá em cima (choro)”

Das onze etapas do World Surf League Championship Tour 2019, nove tiveram brasileiros decidindo o título. Na quinta-feira decisiva também foram definidas as últimas vagas para a estreia do surfe nas Olimpíadas de Tokyo 2020 no Japão.

Só restavam duas e não houve mudanças, pois Kelly Slater não conseguiu tirar John John Florence do time norte-americano. Os campeões mundiais Italo Ferreira e Gabriel Medina vão disputar medalhas para o Brasil, junto com a gaúcha Tatiana Weston-Webb e a cearense Silvana Lima. Os outros classificados foram Jordy Smith pela África do Sul, Kolohe Andino e John John Florence pelos Estados Unidos, Kanoa Igarashi pelo Japão, Owen Wright e Julian Wilson pela Austrália e Jeremy Flores e Michel Bourez pela França.

Verifique também

Diretamente de Lima, transmissão da final da Libertadores começará às 12h na Rádio Cabo Frio

A Equipe Agito Esportivo chegou na última terça-feira (19) a Lima, no Peru, para cobrir a final …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *