Street Dance – o ritmo que saiu dos guetos e conquistou o mundo

Solta o “bit”…Muitos já devem ter ouvido essa frase…E se logo em seguida você começou a se remexer, relaxa, não se condene. Também não te julgo. As batidas eletrizantes do Hip Hop e do Rap fazem isso com a gente. E quando menos se espera já estamos envolvidos e até arriscando alguns passinhos, meio que desengonçados, do Street Dance. A Dança de Rua, em tradução literal, não surgiu de maneira isolada. Ela é, antes de tudo, um dos elementos que formam a cultura ou o movimento Hip Hop.

Segundo Valderramas e Hunger ( 2007) ela surgiu em meio à crise de 1929, nos Estados Unidos. Muitos dançarinos e músicos que foram demitidos na época da Grande Crise, foram para as ruas de alguns guetos (bairros suburbanos) apresentar sua arte, para ganhar alguns trocados e garantir sobrevivência.

Com o passar do tempo o Street Dance foi ganhando cada vez mais fama, como uma forma de protesto e valorização da cultura negra.

No Brasil, ele tem grande representatividade, principalmente, entre os jovens. Para muitos, o ritmo ajudou a “deselitizar” o conceito da dança tradicional e deu luz ao movimento que hoje chamamos de dança urbana.

Para aprender um pouco mais sobre esse universo eu não pensei duas vezes; fiz um mochilão em São Pedro da Aldeia, RJ, para conhecer um grupo que incendeia a galera, com passinhos eletrizantes, cheios de “malemolência” e atitude. E ainda participei de uma batalha de rimas com os meninos do Hip Hop. Tá curioso pra saber como essa história termina?? Confere aí no vídeo, abaixo. Se inscreve no canal e deixa seu comentário!

 

 

Verifique também

Prefeitura de Araruama, RJ, é condenada a pagar multa de R$30 mil por mês à Associação Pestalozzi

A Prefeitura de Araruama foi condenada a pagar uma multa de R$ 30 mil reais …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *