Equipe em campo contra o EC Resende, em Nilópolis Foto: Ivy Caroline/TV Cine Gol

S.E. Búzios perde pontos por escalações irregulares na quarta divisão do Carioca

Artur Rangel 

A Sociedade Esportiva Búzios foi julgada ontem (05), por ter escalado irregularmente dois jogadores que já tinham jogado a fase preliminar da competição por outra equipe – o Itaperuna – e perdeu 12 pontos na decisão da justiça desportiva. O goleiro Thales da Silva Navarro  e o zagueiro Wilson de Souza Pereira, jogaram nas partidas contra o EC Resende e Ação, nos dias 20 e 24 de outubro, e foram denunciados pelos adversários. O Búzios escalou os jogadores Thales e Wilson nas partidas contra Ação e EC Resende, ambas com vitória por 1 a 0 do time da Região dos Lagos. Thales esteve presente em ambas, enquanto Wilson em somente uma. A Procuradoria denunciou o Búzios no artigo 214, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), eliminando o tricolor da competição, onde estava com 16 pontos e muito próximo da classificação para a próxima fase do estadual.

A equipe buziana se defendeu alegando que o regulamento da Série C é omisso quanto à transferência de atletas. Sendo assim, usou como base as normas da FIFA. A defesa de EC Resende e Ação refutou, alegando que o Regulamento Geral deveria ser utilizado nesta lacuna. Por unanimidade, com placar de 4 a 0, a comissão disciplinar decidiu pela condenação do Búzios. Foi aplicada também multa no valor de mil reais.

O Búzios, então, perde seis pontos por cada partida – três de punição por jogo mais a pontuação obtida pelas vitórias. Cenário que põe fim ao sonho do clube em seguir na competição. Mudança de quadro, agora, só em caso de reversão no Pleno do TJD-RJ.

Nesta quinta-feira (07),  o clube enfrenta o Ação no Ferreirão, em Cardoso Moreira, pela última rodada da fase classificatória da Série C.

Fonte: futrio.net

Verifique também

Pela quarta divisão do Carioca, S.E. Búzios goleia o Arturzinho em Bangu

Por Artur Rangel  Pela penúltima rodada da fase principal da quarta divisão do Campeonato Carioca …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *