Vereador de Cabo Frio questiona Comsercaf  sobre aluguel de carro de som a R$ 100 mil

Vereador de Cabo Frio questiona Comsercaf  sobre aluguel de carro de som a R$ 100 mil

O vereador de Cabo Frio, Rafael Peçanha, questionou a Comsercaf, companhia responsável pelo serviço de limpeza do município, sobre um aluguel de um carro de som no valor de R$ 100 mil. O questionamento foi feito através de um ofício feito na última segunda-feira (7).

Em uma foto do documento publicada em sua rede social, o vereador notifica a empresa com o intuito de saber informações, ter acesso ao processo e justificativa do valor do veículo alugado. Segundo ele, a contratação do carro de  som foi feita “junto à uma empresa que já tinha mais de R$ 400 mil empenhados pela Prefeitura”.

Em nota, a Comsercaf disse à Rádio Cabo Frio FM que  “a licitação para contratação de empresa especializada em propaganda volante por meio de carro de som, prevê a prestação do serviço por 12 meses, no valor global de R$108 mil, com base em pesquisa de mercado”.

Confira a nota na íntegra:

“A Comsercaf informa que a licitação para contratação de empresa especializada em propaganda volante por meio de carro de som, prevê a prestação do serviço por 12 meses, no valor global de R$108 mil, com base em pesquisa de mercado. Cabe ressaltar que a administração pública só consegue firmar contratos com empresas que estejam em situação legal, incluindo a situação do veículo. É responsabilidade da contratada a manutenção do automóvel, combustível, motorista e custos trabalhistas.

O veículo é utilizado diariamente para divulgação de campanhas de conscientização de descarte correto dos resíduos, horários das coletas de lixo domiciliar, resíduos de construção civil, resíduos de poda e informações dos canais de comunicação e de atendimento da autarquia.

A companhia apura a informação de que um dos sócios não administradores da empresa vencedora teria vínculo comissionado com a Prefeitura. Em primeira análise verificou-se que  o alegado vínculo não existia no momento da contratação. Caso seja constatada a atual situação de vínculo, serão tomadas as medidas cabíveis, em consonância com as leis 8.666/93 e 8.112/90, podendo resultar no descredenciamento da firma.

A Comsercaf ressalta ainda que o edital do certame foi amplamente divulgado nos termos da lei 8.666/93.”

Verifique também

Servidores da educação de Cabo Frio entram em grave nesta quarta

Os servidores da educação de Cabo Frio entraram, mais uma vez, em greve nesta quarta-feira …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *