Foto: Reprodução/Internet

Envolvido no caso João Hélio é preso em Unamar, Cabo Frio

Quatro homens foram presos na noite desta quarta-feira (08), após assaltarem um sítio no bairro Araçá, em Cabo Frio. Entre eles, um dos envolvido na morte do menino João Hélio em 2007.  Eles conseguiram fugir do sítio levando 01 veículo, celulares, cartões de banco, 3 televisões, 1 vídeo Game, 2 botijões de gás, 1 aspirador de pó, dentre outros objetos. Um dos celulares roubados foi rastreado e, após buscas realizadas por agentes da Polícia Militar, os quatro criminosos foram localizados na Estrada da Capivara, já em outro veículo. Eles portavam 01 Pistola Cal.380; 01 Revólver Cal.38; 02 Espingardas; e munições. Um dos carros que estava em posse do grupo havia sido roubado em São Pedro da Aldeia.

Foto: Polícia Militar

Os quatro foram encaminhados para a 126ª Delegacia de Polícia de Cabo de Frio e posteriormente à 127 DP de Armação dos Búzios, a central de flagrantes, onde todos ficaram presos.

Segundo a Polícia Militar, dois dos acusados já possuíam diversas anotações criminais. Um deles, Ezequiel Toledo da Silva, hoje com 28 anos, participou do assalto que culminou na morte de João Hélio Fernandes Vieites.

No dia 7 de fevereiro de 2007, por volta das 21h, quatro homens acompanhados do então adolescente Ezequiel, o “Quiel”, roubaram o Corsa Sedan preto em que estavam o menino João Hélio – com seis anos de idade – sua irmã, Aline Fernandes Vieites, e sua mãe, Rosa Cristina Fernandes Vieites em um semáforo no bairro de Oswaldo Cruz, Zona Norte do Rio.

Os quatro réus foram condenados a um total de 167 anos de prisão em 30 de janeiro de 2008, mas Ezequiel era menor de idade quando o crime foi cometido. Ele foi condenado a cumprir 3 anos de medidas sócio-educativas.

 

A morte de João Hélio

De acordo com o Ministério Público, dois homens desceram de um táxi com armas em punho e xingando as vítimas, obrigando-as a sair do veículo em que se encontravam.  A mãe e a irmã de João Hélio saíram do carro e dirigiram-se a uma das portas traseiras para tirar João Hélio, que estava no centro do banco traseiro. A mãe puxou o menino pelos braços e percebeu que ainda estava preso ao cinto abdominal. Quando Rosa Cristina tentava desesperadamente desprender a criança do cinto, a porta pela qual tentava tirar o menino foi fechada por um dos homens, o que acabou prendendo o cinto à porta e, por consequência, João Hélio ao veículo. Logo em seguida, eles aceleraram bruscamente, e o menino foi sendo arrastado por cerca de sete quilômetros. O menor Ezequiel ficou no banco de trás enquanto percorriam diversas ruas de mais de um bairro da região, até que pararam na Rua Caiari, no bairro de Cascadura, onde abandonaram o veículo e o corpo do menino.

Verifique também

Grupo é preso após roubo de carro e troca de tiros em São Pedro da Aldeia

A Polícia Militar recuperou um carro roubado e prendeu dois homens na madrugada desta quinta-feira …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *