Documento que autorizava a realização do evento. Foto: Prefeitura de Arraial do Cabo

Prefeitura de Arraial e PM emitem notas sobre ação policial no “CarnArraial”

A Prefeitura de Arraial do Cabo emitiu uma nota de repúdio a uma ação da Polícia Militar durante o último dia do “Carnarraial”. Uma confusão teria ocorrido na madrugada de terça-feira (5). Segundo a Prefeitura, o evento precisou ser interrompido antes do horário previsto, que seria às 2h. A Prefeitura ainda acusa a polícia de ter sido truculenta e chama os policiais de “despreparados que agiram de forma irresponsável, chegando a apontar armas para funcionários públicos”.

A confusão teria sido motivada pelo horário de encerramento da festa. Segundo o documento de autorização, postado pela própria Prefeitura nas redes sociais, a festa poderia acontecer do dia 27 de fevereiro ao dia 05 de março. Quando passou da meia noite do dia 05 a Polícia solicitou que a festa fosse encerrada. No entanto, uma frase do documento teria dado a entender que o evento poderia prosseguir até às duas da manhã.

Documento que autorizava a realização do evento. Foto: Prefeitura de Arraial do Cabo

 

A Polícia Militar também emitiu uma nota falando a respeito das ações, informando que o evento executava músicas de apologia ao crime e que o foi encerrado já no dia 06, as 01h20 da madrugada. A nota diz ainda que apurações preliminares mostram que o citado evento tinha autorização para ser realizado do dia 01 de março à 05 de março, sendo acordado em reuniões preparatórias que não fossem reproduzidas músicas de apologia ao crime. A PM afirma que determinou que o evento fosse encerrado naquele momento pois estavam ocorrendo condutas ilícitas como vias de fato nas areias da praia entre os participantes do evento.

A PM também informou que estão sendo apuradas as condutas dos Policiais Militares, a fim de verificar se houve desvio ou abuso de poder por parte dos agentes públicos.

Leia as notas na íntegra:

 

Prefeitura de Arraial do Cabo:  “A Prefeitura de Arraial do Cabo, por meio da Secretaria de Comunicação e Eventos repudia a atitude de alguns policiais na noite desta terça-feira (5), durante a realização do Carnarraial. Infelizmente, o evento precisou ser interrompido antes do horário previsto, que seria às 2h (conforme documento registrado), devido a truculência de policiais despreparados que agiram de forma irresponsável, chegando a apontar armas para funcionários públicos que estavam apenas trabalhando. Sabemos que esses agentes não representam a corporação na sua totalidade. Vale lembrar que todos os eventos ocorreram de forma tranquila, sem nenhum distúrbio ou tumulto, além de respeitar o horário determinado pelo 25º BPM. A Prefeitura informa ainda que o caso foi levado ao 25º BPM, que se prontificou em apurar a ocorrência e tomar as devidas providências. A Secretaria agradece todo o apoio da PM durante a realização do carnaval, mas preza pelo respeito e pela garantia da liberdade e dignidade de qualquer ser humano.”

25º Batalhão de Polícia Militar: “O Comando do 25ºBPM tomou conhecimento da insatisfação de alguns Representantes da Secretaria de Comunicação e Eventos da Prefeitura de Arraial do Cabo com relação ao encerramento do Evento “CarnArraial”, que foi encerrado às 01:20h do dia 06 de março de 2019. Apurações preliminares nos mostram que o citado Evento tinha Autorização para ser realizado do dia 01 de março à 05 de março, sendo acordado em reuniões preparatórias que não fossem reproduzidas músicas de apologia ao crime. Valendo-se dos atributos do Poder Polícia, atividade da administração pública que, limitando ou disciplinando direito, interesse ou liberdade, regula a prática de ato ou abstenção de fato, em razão de interesse público concernente à segurança em prol da coletividade, a Polícia Militar determinou que o Evento fosse encerrado naquele momento, pois estavam ocorrendo condutas ilícitas como vias de fato nas areias da Praia entre os participantes do Evento, que ora reproduzia músicas que incitam e enaltecem o crime. A Polícia Militar sempre apoiará Eventos e Manifestações culturais realizados em conformidade com as normas de regulamentação, respeitando sempre a preponderância da Constituição Federal. Informamos que estão sendo apuradas as condutas dos policiais militares, a fim de verificar se houve desvio ou abuso de poder por parte dos agentes públicos. Roberto Christiano DANTAS – Tenente Coronel PM- Comandante do 25ºBPM ”

 

Verifique também

Operação prende Policiais Militares acusados de tortura em Cabo Frio

Uma operação do Ministério Público do Rio (MPRJ) e da Corregedoria da Polícia Militar prendeu …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *